Páginas

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Divisão final do butim?

A reportagem ao lado, é de página inteira de O Globo de ontem (pág. 03), mas decidimos destacar apenas a parte inicial, porque nela já se mostra a vergonhosa divisão do País entre os partidos políticos; como falamos em outras paragens, “espécie” de capitanias hereditárias e sua relação com o poder central – cada um leva o seu deixando sobras para futura divisão.





Os cargos almejados em feroz luta, seguem abaixo (quadro extraído da mesma reportagem):


Já as regras para o vergonhoso rateio do butim, entre as “hostes” vitoriosas– “loteamento político do segundo escalão -, estabelecidas pela que já veio, e que parecem ser as definitivas, são as seguintes (mesma reportagem):
.
a) “a divisão dos cargos será feita proporcionalmente ao mapa do poder real de cada partido no novo Congresso;

.b) parlamentares derrotados nas eleições e sem voz não terão vez na partilha.   

Justificando a tomada do País pelos interesses difusos, obscuros, consta da reportagem os sintomas da enlameada falta de caráter dos eleitos e seus seguidores:
  
         “A demora para início das negociações foi motivada pelo temor do governo de fazer uma distribuição antecipada dos principais órgãos e estatais sem ter a garantia de votos correspondentes. Como houve renovação superior a 40% a ordem é atender a quem tem voto. Com isso, a idéia é evitar o loteamento dos principais cargos com derrotados.

Eita nóis! Já se delineia a linha dura do novo governo, com a continuidade do fim do nada e início do nada algum; de concreto, e só o que de concreto se fez até agora, o critério para divisão das “capitanias” entre os “donatários”.

E vamos nós; estamos propensos a levar em frente a idéia da instituição do nosso partido, o Partido Quero o Meu (segunda matéria do jabanews, setembro/2010), na tentativa de acabar com essa desgraça.

JabaNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário