Páginas

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Começar do Zero

Há de se começar do zero: condecorar-se bandido fugitivo do araguaia, quando o negócio, realmente, ficou sério, hora do vamos ver, hora de separar homens dos mijões, é o ápice da falta de respeito ao país, ao seu passado, aos covardemente assassinados por aqueles aprendizes de guerrilheiros e a sua história; ápice do escárnio e do vergonhoso desrespeito à sociedade.

Independentemente da criação de um partido político, na linha do nosso imaginado PQM, capaz de derrubar os áulicos, ou de se adotar qualquer outra medida de idênticos efeitos, mandando-se os caras "prus" infernos, há de se fazer alguma coisa, do contrário, o fim está próximo.


JabaNews

2 comentários:

  1. Jaba...

    Assim como as medalhas da aeronáutica, entregues a Marisa a inútil e Zuanazi, este logo após o acidente com o vôo da TAM em Congonhas, em nada serve de honraria e não serve porque jogaram na lata de lixo da história os prêmios concedidos a quem realmente colaborou e mereceu a distinção.
    Inclusive, caso a petralhada não saiba, o termo distinção vem justamente de distinguir o merecedor do ordinário e não o contrário.
    A outorga desta medalha a josé "hard finger" genoíno denigre a imagem de todos aqueles que fizeram por merecer o mérito. Conceder uma medalha para alguém que lutou e luta pela instauração de um regime idêntico ao qual os pracinhas combateram na 2ª guerra mundial é de uma estupidez histórica do tamanho ou melhor da altura, de Nelson Jobim.

    A mim resta o consolo de saber que para um espelho, por mais crápula que seja, ninguém consegue mentir.
    Genoíno deve se olhar no espelho...e pendurar a medalha num quadro, jutamente com aquela cuequinha, afinal são dois momentos especiais na vida dele.

    abç.

    Sicário

    ResponderExcluir
  2. olá sicário,
    a concessão de honrarias é algo tão antigo quanto a evolução da civilização, e como bem o dissestes, com a finalidade de distinguir o merecedor do ordinário, fazendo bem ao ego e à vaidade, presente no homem desde tempos incontáveis.
    na acepção atual, recebê-las mostra-se com a mesma facilidade do que ir ao boteco, tomar algumas geladas e sagrar-se vencedor de rodas de porrinha e não pagar a conta; nada que as justifique se apresenta, e concedê-las, nos moldes que temos presenciado nestes últimos anos, por um bando complexado e frustrado por ter perdido o bonde da história sinaliza, como dito na matéria, como total desrespeito, escárnio ao País, àqueles que o defenderam e foram covardemente assassinados pela reles quadrilha no Poder, como, também, à coletividade, da mesma forma covardemente assassinada pelos atos criminosos dos inqualificáveis cínicos; a ideologia no fim era, e ainda é, o reino do “complexado”, desenvolvendo-se métodos, de muito já conhecidos, para perenidade dos interesses.
    abs.,
    jaba

    ResponderExcluir