Páginas

terça-feira, 9 de agosto de 2011

República Bolivariana do Brasil se consolida

República Bolivariana do Brasil se consolida

Com a demissão do único ministro que falou verdades, Dilmula consolida o domínio da latrocracia petralha, nomeando agora um dos mais obstinados defensores de ditaduras e países hostis ao Brasil, Celso Amorim, para o Ministério da Defesa.

Celso Amorim defendeu o outro lacaio de Chávez, Evo Morales, quando este confiscou as refinarias brasileiras na Bolívia, defendeu a tirania do Irã promovendo acordos com Ahmadinejad, idem com a Líbia de Kadafi e a Síria de Assad, com o Sudão e outros regimes ditatoriais.

Quem vai defender o Brasil, se Amorim apóia o Irã, Síria, Kadafi, Chávez, Castro, Evo Morales e todos os tiranetes que odeiam a democracia e só pensam em explorar o Brasil?

Celso Amorim defendeu o programa nuclear do regime iraniano que pretende varrer Israel (e Palestina, Cisjordânia e adjacências, via radiação) do mapa. Como ministro da Defesa, Amorim vai fornecer nossa tecnologia nuclear para o Irã?

Celso Amorim é simpatizante das FARC e até da Al Qaeda, pois teve o descaramento de dizer "Será que vai ser necessário outro 11 de setembro?" - quem chama o mais sórdido ataque terrorista do século de "necessário" é o que?

Será que o novo ministro vai controlar ou vai mesmo comandar o tráfico de armas e drogas pelas nossas fronteiras?

Nossas prestigiosas - e atualmente desprestigiadas e humilhadas - Forças Armadas permitirão?


http://fuscabrasil.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário