Páginas

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

A saga do PR


____________________________________________________________

Depois de se lambuzar em demasia no atraente veio do ganho fácil, a turma em questão se viu sob a "fúria" da atual representante da continuidade, como "bola da vez", vindo a ser defenestrada da pasta dos Transportes como numa "bela jogada", já que, à ocasião, 8 anos e 8 meses de "governo", que "de bom" só produziu o auge dos "anos dourados" da corrupção. Falamos sobre isso na matéria "Bola da vez, bela jogada", de julho passado.

Não demorou muito veio a reação: seu líder na Câmara - Magno Malta - dissera "acabou a cegueira" de votar tudo como quer o planalto; formalizara a saída do PR do bloco governista, cobrando da imprensa pressão para instalação de uma CPI sobre as falcatruas no Ministério da Agricultura, então comandado pelo cara com sobrenome de cantor brega.

Comentáramos, à ocasião, que quando a poeira baixasse, os chamegos corruptivos com a turma retornariam ao seu dia a dia criminal, o seu lugar ao sol, isso, claro, da forma mais sorrateira possível, de modo a que não prejudicasse o esforço  na construção da imagem "honesta" da desonestidade, e não abalasse o projeto da perenidade dos interesses escusos (matéria "Reação dos Prófugos Realinhados, de agosto passado).
.
Passados os primeiros momentos do "escândalo", atirando-se no aliado, veio à imprensa as preocupações demagógicas da atual no que se refere à saúde, afastando-se do noticiário a corrupção diária, mas, mesmo assim, ainda se publicou, posteriormente, roubalheira nos Transportes na ordem de R$ 700 milhões.

Baixada a poeira e passado um período de "quarentena", a turma dos prófugos é "reconvidada" a reassumir o seu lugar ao sol, na festiva festa de divisão do butim, como se viu na matéria "Prófugos realinhados rise again", deste mês de setembro. Mas impôs condições ou um ultimato: se até outubro o governo não apontar culpados e inocentes na roubalheira dos Transportes, o PR apoiará a criação de uma CPI para limpar o seu nome.

Mas parece que as coisas não andam bem, ou tudo gorou; setembro está acabando e a pressão do Partido contra o governo se faz através do cara da foto da reportagem, utilizado como instrumento de pressão para derrubar sessões de "interesse governamental", no afã do retorno feliz aos cargos federais.

Os interesses desavergonhados e imorais estão mesmo escancarados, à flor criminal.

JabaNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário