Páginas

domingo, 18 de setembro de 2011

Comentários do Sicário em "Lamarca?!"

Jaba...

Enquanto estava no anonimato, o covarde foi valente. Fugindo como um rato, rato que era morreu encurralado. 
Indenização deveria ser paga a quem conviveu com este câncer. 
As palavras do filho de Lamarca são de uma pobreza de conhecimento e espírito que não chega a impressionar, visto que saem da boca de uma "pessoa" com cérebro atrofiado, manuseado em Cuba. Disse o filho: "Quem desertou foram aqueles que, como militares e funcionários públicos federais, tomaram o poder pelas armas e imprimiram ao povo brasileiro a lei do silêncio e terror psicológico e físico".
 As palavras dele mostram a capacidade idiotizada da esquerda em distorcer fatos e o poder da imprensa de publicar imbecilidades.Como bom socialista, anti burguês e ser humano este rapaz que não conviveu com o doador de sêmem (que ele chama de pai), deve estar interessadíssimo nos valores da indenização pq. com esta soma ele poderá incentivar a luta por liberdade e democracia em Cuba, assim como seu pai defendia no Brasil ou então e pq. não, dividir a indenização com a família do Tnte. PM/SP Mendes Júnior, que se não foi morto à coronhadas por seu idolatrado "pai", foi com anuência dele.
abs.
sicário


Olá Sicário,
A morte do Tenente, após rendição para "proteção" de seus homens, foi mais um ato, entre inúmeros outros,de extrema covardia, cuja "história", o ávido e os ávidos por viver às custas da sociedade, preferem que se enconda no refúgio das imbecilidades tão a gosto arrostadas pela guria da Secretaria de Direitos Humanos, como por outros a quem prefiro não mais adjetivar
.E prefiro para não me deixar levar pela ira explosiva, que já deu sinais de profunda formação no espírito, e perder o foco da serenidade dos meus princípios.
A bem da verdade, espero que a decisão a ser proferida ponha um fim nessa vergonha e sinalize para aquele bando de poltrões que o revanchismo retrógado, a distorção dos fatos e a onda criminal serão combatidos.
Abs.,

Nenhum comentário:

Postar um comentário