Páginas

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Essa é demais!!!


PCdoB se solidariza com o povo coreano pela morte de Kim Jong Il

Em nota divulgada nesta segunda-feira (19) o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) se solidariza com o povo coreano e com o Partido do Trabalho da Coreia pela morte do líder da República Popular Democrática de Corea (RPDC), Kim Jong Il.
A nota - assinada pelo presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, e pelo secretário de Relações Internacionais do Partido, Ricardo Abreu Alemão - destaca a dedicação de Kim Jong Il pela independência da RPDC, pela luta anti-imperialista e pela construção de um Estado e de uma economia prósperos e socialistas - baseados nos interesses e necessidades das massas populares.  Leia abaixo a íntegra da nota:

Estimado camarada Kim Jong Un
Estimados camaradas do Comitê Central do Partido do Trabalho da Coréia

Recebemos com profundo pesar a notícia do falecimento do camarada Kim Jong Il, secretário-geral do Partido do Trabalho da Coreia, presidente do Comitê de Defesa Nacional da República Popular Democrática da Coreia e comandante supremo do Exército Popular da Coreia.

Durante toda a sua vida de destacado revolucionário, o camarada Kim Jong Il manteve bem altas as bandeiras da independência da República Popular Democrática da Coreia, da luta anti-imperialista, da construção de um Estado e de uma economia prósperos e socialistas, e baseados nos interesses e necessidades das massas populares.

O camarada Kim Jong Il deu continuidade ao desenvolvimento da revolução coreana, inicialmente liderada pelo camarada Kim Il Sung, defendendo com dignidade as conquistas do socialismo em sua pátria. Patriota e internacionalista promoveu as causas da reunificação coreana, da paz e da amizade e da solidariedade entre os povos.

Em nome dos militantes e do Comitê Central do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) expressamos nossas sentidas condolências e nossa homenagem à memória do camarada Kim Jong Il.

Temos a confiança de que o povo coreano e o Partido do Trabalho da Coreia irão superar este momento de dor e seguirão unidos para continuar a defender a independência da nação coreana frente às ameaças e ataques covardes do imperialismo, e ao mesmo tempo seguir impulsionando as inovações necessárias para avançar na construção socialista e na melhoria da vida do povo coreano.

Renato Rabelo, presidente nacional do PCdoB e Ricaro Abreu Alemão secretário de Relações Internacionais do PCdoB

19 de dezembro de 2011

2 comentários:

  1. Jaba...

    Alguém deveria investigar se comunistas tem o cérebro próximo ao intestino e avisá-los que apesar da União Soviética ainda existir, o comunismo já foi jogado na latrina da história.
    O nota de pesar pelo falecimento do ditador da Coréia da Morte, enaltecendo os feitos do anão como se fosse um Deus é digna, no mínimo, de internação em hospício com direito a eletrochoques diários.
    O anão bombardeia uma ilha, matando civis, ataca um navio da marinha sulcoreana matando vários marinheiros, escraviza a própria população, os mata de fome e imbecis do quilate dos que nos governam publicam a piada do ano, ou melhor, piada dos anus dos vermelóides:
    "...promoveu as causas da reunificação coreana, da paz e da amizade e da solidariedade entre os povos..."
    Os representantes dos comunistas ao chegar no ponto de emitir uma nota deste nível é porque já não lhes resta um pingo de decência e ante tamanha e comprovada estupidez político, histórica, para o bem da humanidade, a melhor saída para eles é o suicídio.

    ResponderExcluir
  2. Olá Sicário,
    Sem troça com a época natalina, espero que Deus ouça suas preces; se a turma do anus cérebro precisar de ajuda para a passagem para o além, terei o maior prazer em colaborar.
    Abs.,

    ResponderExcluir