Páginas

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Crise na fronteira

Matéria do Jornal A Tribuna, Acre:


Exército boliviano invade Capixaba e Tião aciona Itamaraty

O governador Tião Viana se posicionou de maneira bastante enérgica, ontem no final da tarde, ao tomar conhecimento que um agrupamento de militares do exército boliviano adentrou o território do Acre, municiados com armas pesadas para intimidar trabalhadores rurais da área de Capixaba.

A comunicação foi feita pelo próprio governador Tião Viana, no final do expediente de ontem, pelo seu twitter. Segundo ele, a medida imediata foi mandar fazer uma averiguação no local e proteger a idoneidade física dos trabalhadores acreanos, além de comunicar o fato, de maneira imediata, ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.


O Exército Brasileiro também foi comunicado da invasão do território nacional, que, nesses casos, considera uma invasão ilegal do território brasileiro. Segundo o governador, as atitudes dos soldados bolivianos são consideradas graves, pois a invasão do município de Capixaba foi feita com muita hostilidade e também com atos de violência contra os trabalhadores rurais.


Além da entrada ilegal, o governador considerou um abuso  a utilização de armamento pesado em território do Acre e a intimidação de trabalhadores em suas terras. As medidas adotadas pelo governador foram imediatas.


Hoje mesmo espera-se que o governo brasileiro desloque um pelotão do exército para o local para expulsar os invasores e dar garantias de vida aos trabalhadores daquele município. O caso passará pelo crivo do Itamaraty.  Os desdobramentos deste fato, A TRIBUNA vai acompanhar durante todo o dia de hoje.



3 comentários:

  1. Pais sem comando é assim mesmo. Todo mundo invade e vai ficar por isso mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Jaba...

    Não creio na notícia por ela ser oriunda de um petralha mas deixo o comentário pq. é somente isto que falta acontecer no Brasil.
    Tendo em vista a disposição do desgoverno brasileiro em colaborar com toda a sorte de canalhas, Evo e seus cocaleiros que já haviam "tomado" uma instalação da Petrobrás, hoje invadem solo brasileiro e sabe-se lá com que intenção ou com autorização de quem...pq. se temos um governo que não satisfeito em roubar permite que sejamos roubados por outros também, podem os bolivianos pensar que assim como "ganharam" a refinaria, podem conseguir um pedacinho do Brasil.
    Não vou me surpreender se o Acre que, por obra e graça do Barão do Rio Branco, pertence ao Brasil desde o início do século passado seja repassado às mãos bolivianas.
    Talvez esta seja mais uma peça do quebra-cabeça que é a política externa brasileira que, pelos atos e atitudes das ratazanas já pudemos verificar ser um lixo que representa muito bem a quadrilha que os brasileiros de caráter duvidoso elegeram.
    A frase do programa de humor onde a personagem norte-americana sacanamente dizia: "brasileiro é tão bonzinho..." é mais atual do que nunca, principalmente se trocarmos o bonzinho por idiotinha mal intencionado.

    abs.

    Sicário

    ResponderExcluir
  3. Olá Vindo Pampas,
    Esta é a turma do cocalero, o amigo de infância do podre governo e do partido ao qual o "cara" do Acre é filiado.
    Obrigado pela visita ao blog.
    Abs.,

    ResponderExcluir