Páginas

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Reedição da história ...

Esta palhaçada dos prófugos tupiniquins, acompanhada de mais alguns que se sustentam no poder (em países que não temos porque não respeitar), por conta de demagogias e outras imbecilidades, contra os recentes acontecimentos no Paraguai - presidente afastado pelo "Congresso" local, mediante processo de "juicio politico", art. 225 da respectiva Constituição - já rendeu seus frutos: turma do EMBRAPA do Mato Grosso, acompanhada de empresários, cancelou sua participação na EXPO 2012 naquele País, como, também, o governo do Equador (notícias de ontem divulgadas pelo jornal Ultima Hora do Paraguai). E ainda, notícias de hoje, do mesmo jornal, uma tal de UNASUR decidiu por não permitir "la participación de representantes paraguayos en la reunión extraordinaria a realizarse en Mendoza, Argentina, alegando que es una decisión 'sin sustento juridico'."
A imbecilidade, pois, prossegue, com mais uma afronta à nossa Constituição, na interferência em assuntos internos de outro país, valendo-se, por ora, de questionáveis argumentos de um "duvidoso bloco local atual"... que dele já suspendeu a participação paraguaia.
No governo do energúmeno teve a ver com Honduras, quando - como dissemos - nossa Embaixada fora transformada em hospedaria, criando-se um novo movimento, o MSP: Movimento dos sem presidência.
Posições decentes de governo e de diplomacia, ditam e demonstram quão maduro e respeitável, em política internacional, é o País que representam, pois que, no caso específico, em resumo, mais do que resumido, deveriam se limitar à acompanhar os fatos e os seus efeitos - negativos ou positivos - para os interesses internos, e daí, pois, posicionarem-se.
De se concluir, que os idiotas rompantes ideológicos retrógados nada mais representam que não a reedição, abestalhada tupiniquim - sem o dedo inglês - da tríplice aliança.
Está na hora de acabar com tanta falta de vergonha e de respeito para com o País.

3 comentários:

  1. OLÁ JABA.

    JÁ PASSOU DA HORA.

    ABSD DO BETOCRITICA.

    ResponderExcluir
  2. Olá Beto,
    Realmente já passou...
    Abs,

    ResponderExcluir
  3. Flavio...

    É interessante como a esquerda se apropriou da palavra democracia como se somente governos de doentes mentais, denominados de esquerdistas, fossem a materialização da vontade popular. O que ocorreu em Honduras e no Paraguai, dentro da lei maior daquelas nações e, por tratar-se de países soberanos, estes sim democratas, é problema único e exclusivo delas que sequer deveriam ser questionados por ditadoretes da latrina ideológica da américa que não conseguem fazer cumprir o básico constitucional em suas nações e se denominam democratas. Melhor dizendo, ou escrevendo, Honduras e Paraguai não tiveram problemas mas sim soluções aos seus problemas internos! E a solução foi fazer cumprir a Constituição nacional, independente do desejo e pressão de países ditos amigos, estes sim, descumpridores da lei e anti-democráticos que estão imiscuindo-se em problemas internos somente porque os atos no Paraguai e Honduras demonstram que o bloco socialista, criminoso, narcotraficante, manipulador e ditatorial denominado UNASUL, pode se desmanchar pois nem todos estão completamente sujeitos à vontade da aventura de bandidos vermelhos. Brasil, Argentina, Bolívia, Equador, Uruguai, estes sim anti-democráticos julgam golpe qualquer ato, atitude que atente contra os planos do bloco socialista idealizado por Fidel e colocado em prática pelo canceroso (em todos os sentidos) Chavez.
    O alegre e estúpido povo brasileiro, debocha das falsificações dos produtos vindos do Paraguai. Hoje os paraguaios mostram que lá a democracia é verdadeira, não é fictícia como muitas tantas que vemos por aí, inclusive a vermelha, verde e amarela do país continente cujo governo para manter-se no poder, ilude uma população imbecilizada por bolsas família, brasil carinhoso, carnaval e futebol.

    abs.

    sicário

    ResponderExcluir