Páginas

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Mensalão - Lavagem de dinheiro; Marcos Valério e Banco Rural II ...



A sessão do Supremo, que por ora está correndo - 17hs:35m - continua, até agora,  com a palavra do revisor - aquele que parece figura de filme japonês.

Isto aqui está em tempo real, e como disse em passagem anterior, não sei bem o que isto significa.

O que vejo, neste tempo real, ora o Lewando segue a linha condenatória do relator, ora do mesmo diverge mostrando, como dito em linhas anteriores, que "resta aguardar quanto à coerência ou incoerência judicante", ou talvez, quem sabe, o palavrório desnecessário do sujeito, instigando os demais das "togas",   como agora ocorre, não tenha a ver com a postergação do processo para as calendas ....

O "zé revisor", que não sugere "digna paciência", deveria se limitar a acompanhar o relator, naquilo que acompanhasse, e se limitar a divergir naquilo que divergisse, e não ocupar toda uma sessão para a demonstração de suas frustrações e de pretensões à nova prima donna da Corte, como já salientado no início desta série, evitando, assim, que esse julgamento caminhe a passo de cágado.

O cara é muito ruim, seu assento no Supremo soa como ofensa a nosotros. "Repensando e pensando", como ele gosta de dizer, o cara, repito, é muito ruim, se considerado o "espírito" que guia nosso caminho no dia a dia.

Por ora aguardo o final daquele que nem deveria se pronunciar e nem por lá estar, para encerrar estas linhas, com seu posicionamento. Mas por ora já cansei. Já se vão 2 horas do seu início, ou seja, do que comecei a escrever e o cara não cala a boca, cansativa aos "olhos e aos ouvidos"...

O cara, além de ruim, é intragável no assistir e escutar.

"Amanhã" voltarei a questão quando conhecer, no Supremo, a posição final das "absolvições" e "condenações", até porque o sujeito, relator frustado, examinou "verticalmente a matéria".

Nenhum comentário:

Postar um comentário