Páginas

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Protótipo de jurista ...




O protótipo de jurista - isso aqui está em tempo real, acabo de chegar em casa -, e como disse no post anterior - conforme seja o peso da dignidade - resolveu julgar e externar o seu voto, acabando por absolver a Zé Dirceu por falta de provas e ao advogado Tolentino da Costa, citando teorias e doutrinas jurídicas várias, alegando ser mais do que normal advogado acompanhar a seu conhecido, no caso, Marcos Valério, tanto no Congresso como em Portugal, junto à Telecom.

Condenou, porém, a Delúbio Soares, que deve ser sacrificado em nome dos prófugos; e a condenação se deu com base em depoimento de Roberto Jefferson, que fora desconsiderado pelo "lirismo hilário revisional". 

A dignidade se foi; o Supremo precisa de "uma faxina".

2 comentários:

  1. Flavio...

    Dentre muitos aspectos, um dos mais interessantes de ler tuas postagens é que além de bem escritas, me obrigam a recorrer ao bom e velho (a meu ver sempre atual) Aurélio. Sei que em épocas de internet e de todas as facilidades do Google o acesso ao significado das palavras é mais rápido, mas o prazer de descobrir outros termos, de conhecer o sentido das palavras, faz com que o uso do dicionário continue bem atual na minha vida,. A busca de uma palavra leva, invariavelmente, à descoberta de outras. Não estou escrevendo sobre dicionário de forma aleatória ou fora do contexto de tua postagem; resolvi começar comentando sobre o Aurélio porque acredito na utilidade do dicionário.
    Certos homúnculos, alçados por indicação e não por mérito, a altos cargos não tem a capacidade de compreender que lealdade difere de subserviência.

    Somente para àqueles que depositam na própria “consciência” sua falta de caráter...lealdade e subserviência são sinônimas.

    Abs.

    Sicário


    ResponderExcluir
  2. Olá Sicário,
    "Homúnculos" foi muito bem sacado.
    Dizem que o homem, depois dos 40, aprende a ficar calado, o que parece não ser o caso da duplinha lá do Supremo chegada às toleimas.
    Agora, falar que minhas postagens obrigam à recorrer ao "pai dos burros" já é gozação, rsrsrsrs.
    Abs., e obrigado pela visita.

    ResponderExcluir