Páginas

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Mensalão: Vencidos ... parcialmente vencidos ...

Há pouco, após o término das homenagens ao Presidente que se vai - Ministro Ayres Britto - foi feita a leitura da última ata de julgamento, na qual ficou clara a já conhecida formação de uma turma, no Supremo, distanciada do que se "imaginava" não se distanciar, e capitaneada pelo inço da toga, que se viu vencida em boa parte no julgamento, qual seja: o próprio inço, mais Rosa Weber, Toffoli e Cármen Lúcia.

Isso é preocupante! Não só agora, como pelo que virá amanhã, seja com relação a este processo como a outros que ditem interesses próximos, o que é uma lástima.

Por ora, o peba do revisor, valendo-se de memorial da parte, tal como o fez no julgamento do Zé Genoíno, quando repetiu palavras daquela peça, a respeito da vida pública do "guerrilheiro", e sua mediana vida "sem riquezas", tudo como parte do seu voto, diz que o juiz pode mudar o seu entendimento na última hora, e por aí vai ...

Mudar o entendimento é até salutar, não, porém, por intermédio de uma peça apócrifa.

Preocupa-me, como dito, o amanhã neste e em próximos julgamentos, quando diante de interesses próximos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário