Páginas

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Sicário comenta "Nós na imprensa italiana" ...

Flavio...

Eu estranharia se alguém afirmasse que tratou de negócios com qualquer eminente político brasileiro e que este é honesto. Isto sim seria de causar espanto. Dizem que não é certo generalizar mas convenhamos, se um rouba e outro sabe, é dever moral do “honesto” denunciar, logo, se não denuncia, é conivente. É igualmente bandido.Portanto generalizo, pois não há “anjinhos” na política nacional. Apesar da notícia ser negativa para a já arranhada imagem do Brasil, a imunda imagem de nossos administradores/políticos, agora, se mostra verdadeira, porque a imprensa estrangeira divulga o que a nacional não faz questão de comentar, esconde, pois o jornalismo do exterior não tem os interesses dos jornaleiros do Brasil que sequer comentam as denúncias que vem da Itália.
O personagem citado na reportagem é somente mais um. Se, quando estava a frente do Ministério da Defesa, foi capaz de fantasiar-se de samambaia (roupa camuflada) para brincar de soldado o que o impediria de se fantasiar de político para brincar de enriquecer?
Quando escrevo e leio sobre políticos brasileiros, a corriola sindicalista e assemelhados, invariavelmente lembro dos romanos Crasso e Pompeu, do escravo Spartacus, da Via Ápia (estrada entre Cápua e Roma) e do final da história..

abs.
Sicário

Nenhum comentário:

Postar um comentário