Páginas

terça-feira, 12 de março de 2013

Nepotismo Brasil

Charge no Jornal da Cidade - Sergipe:




2 comentários:

  1. Flavio...

    Com relação ao nepotismo acredito que esta prática já não seja tão corriqueira no Brasil. Antigamente era comum o emprego de parentes ou até a troca de favores entre os detentores de cargos públicos.
    Hoje é mais fácil roubar por tabela do que fingir que trabalha. Nenhum filho, irmão, parente ou amigo dos poderosos políticos e assemelhados precisa se preocupar em ganhar um cargo. Hoje basta formar uma "empresa" e prestar serviços ao governo em todas as suas formas. Com esta prestadora de serviços, com notas frias, se enriquece sem precisar deixar uma bolsa ou um paletó pendurado numa cadeira de repartição. E cito novamente o poeta:
    "criança ama a terra em que nasceste, não verás país como este".
    E não verás mesmo!!!!!
    abs.
    Sicário

    ResponderExcluir
  2. Olá Sicário,
    Concordo com você; "Olavo" deveria voltar aos bancos escolares, e o "nepotismo" sofisticou-se para a bandidagem travestida de oficial.
    A charge do Jornal de Sergipe traz fatos que já ocorreram em outras praças, quando diz nas pequenas letras: "Parentes e aderentes de ex-prefeito de município sergipano, passam em primeiro lugar em concurso público da Prefeitura".
    Ainda há quem busque emprego público pelo expediente da fraude.
    Abs.,

    ResponderExcluir