Páginas

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Sicário comenta Santos&Demônios

Flavio...
A atitude da coisa não me surpreende. A comunista convicta, atéia e a toa aproveitou a oportunidade para fazer um balanço de seu desgoverno, pensando que o Papa não tem assessores ou que o chefe do estado do Vaticano não lê jornais. Em seu discurso, como habitualmente faz, defecou pela boca proferindo inverdades tentando ludibriar o sumo pontífice e consequentemente a imprensa internacional, sobre os reais motivos das manifestações populares (àquelas onde não houve a presença de marginais esquerdóides). Dilma pensa que ao discursar para o Papa, esta discursando para o Fórum de São Paulo e que jornalistas estrangeiros são serviçais e subservientes ao governo dela como muitos dos jornaleiros do Brasil o são. A coisa sequer deveria ter recebido o Papa pois a visita dele não foi como chefe do governo do vaticano mas tão somente como líder da Igreja Católica e assim a a toa, deveria ter se recolhido à sua insignificante descrença deixando aquele que representa os católicos atender aos católicos.
Foi ridícula a aparição de líderes sulamericanos na missa do envio. A presença dos cristãos novos e interesseiros: Dilma a comunista, de Evo o que faz oferendas à mãe terra e da viúva alegre Cristina K, que brigou com Bergoglio como se crentes fossem, é revoltante. Parece que Mujica não veio ao Brasil porque a data coincidiu com o dia de seu banho anual.
Frente a presença das aves de mau agouro fica comprovado que o santo é protegido por Deus.
De minha parte espero que o diabo que se encarregue deles, isto se ele tiver estômago..

abs.
Sicário.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Santos&Demônios

(foto AP)

Enquanto um Santo Homem apenas fala de religião, a anfitriã, em total descortesia e desrespeito, fala por mais tempo que o Ilustre Visitante, politiza a Jornada da Juventude, comparando-a com as recentes manifestações ocorridas no País e enaltece conquistas alcançadas (?) nos longos anos de diária corrupção de um podre governo podre, por ora continuado, pretendido continuar ...
Sinto vergonha por tamanha falta de vergonha e desfaçatez.


Alcaide Idiota ...

Domingo, 21 de julho de 2013, 16:21

Paes diz que França não é país de gente trabalhadora

LUCIANA NUNES LEAL
Agência Estado
Em entrevista na manhã deste domingo sobre a visita do papa ao Rio, o prefeito Eduardo Paes respondeu com ironia à pergunta de uma equipe de televisão francesa sobre a decretação de dois dias de feriado municipal, o que não aconteceu quando a Jornada aconteceu em Paris. Paes disse que "a França não é exatamente um país de gente trabalhadora".

"A França já tem tanto feriado que, se colocassem mais um feriado para o papa, ninguém trabalhava mais. Nem executivo pode fazer hora extra lá. Tendo em vista que não temos tantos feriados como os franceses, será permitido um feriado a mais", respondeu o prefeito.

Logo em seguida, a equipe de televisão francesa deixou o auditório. "Ficou chateado com a resposta? Desculpa, mas não resisti", disse o prefeito ao repórter. E provocou de novo: "deve ser feriado lá". O jornalista disse que estava saindo porque precisava mandar a reportagem para a França.
 
____________________
 
Considerando-se a reportagem do Estadão, o alcaide aqui do Rio seria, realmente, um grande idiota, uma vergonha para a Cidade.
Como ele gosta de ir para aquelas bandas, seus passeios por território francês poderiam ser alcunhados de "viagem da vagabundagem". 

 

quinta-feira, 11 de julho de 2013

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Voando na desfaçatez e na falta de vergonha ...



Próximo filme com Cabral poderia ser "Cabral e as Algemas" ou "Cabral e os Índios", com final feliz para os Índios.
Outros filmes com Cabral, de curtíssima duração nas salas de cinema, que não trouxeram o esperado retorno de bilheteria: "Cabral e Delta", "Cabral e Cavendish", "Cabral em Paris", "Terras de Mangaratiba", "Cachoeiras do Cabral".