Páginas

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Togas: Recordando votos - Embargos Infringentes

Hoje o Supremo decide ou define a sua serventia jurídica.

Fotos e trechos dos votos de Andre Dusek, Estadão:


(Luis Roberto Barroso, a favor de um novo julgamento: "É para isso que existe a Constituição: para que o direito de 11 não seja atropelado pelo interesse de milhões.") 


(Joaquim Barbosa, contra a aceitação dos embargos: "Admitir embargos infringentes no caso seria uma forma de eternizar o feito".)


(Dias Toffoli, a favor dos embargos: votou por um novo julgamento, concordando com a alegação dos advogados dos réus de que os infringentes não foram revogados por lei, portanto as ações deveriam respeitar o regimento interno.)


(Teori Zavascki se colocou favorável aos infringentes, lembrando da importância da dupla jurisdição, que é o direito de todo réu tem de ser julgado mais de uma vez, por tribunais diferentes.)


(Rosa Weber também votou a favor dos infringentes, acompanhando a argumentação do ministro Zavascki.)


(Luiz Fux, por sua vez, rebateu dizendo que o segundo julgamento seria feito pelos mesmos ministros e com as mesmas provas, por isso votou contra os infringentes)


(Contrária aos infringentes, Cármem Lúcia afirmou que um novo julgamento trataria desigualmente os réus que seriam julgados pelo Supremo e os por instâncias inferiores da Justiça, estes sem a possibilidade desse recurso.)


(Convicto de sua posição, Ricardo Lewandowski foi enfático ao terminar sua argumentação favorável a um novo julgamento dos réus: 'Tenho como indiscutivelmente cabíveis os embargos infringentes'.)


(Contrário aos infringentes, Gilmar Mendes disse que não via fundamento para embasar a ação e criticou a lei 8038. 'Por que precisa de quatro votos divergentes? Por que não três? Por que não zero? O tamanho da incongruência é do tamanho do mundo', afirmou.)


(Marco Aurélio Mello votou contra os infringentes, lembrando da responsabilidade do STF em sinalizar para o povo brasileiro uma mudança nos rumos do País.)
_________________________


Tirei esta foto já se vão alguns meses, só não tenho a imagem de um lobo para fazer uma montagem (como se soubesse fazê-lo), montagem não com o significado atribuído ao uivo, qual seja, o de reunir o grupo para caça ou o de marcar território, mas o de uivar - reunindo o grupo - para o retorno da decência, respeito, dignidade, honestidade, vergonha, caráter, princípios, valores e tudo o mais já carcomido e carregado para a vala do esquecimento, por um bando de vagabundos, cafajestes, criminosos e oportunistas desqualificáveis. E aí, sim, se deverá caçar a corja e marcar território.

Para não depender de alcateia e nem de ninguém, vou me valer do fundamentalista paraibano, mandando um vídeo com a seguinte mensagem para os áulicos do crime, onde quer que estejam:

seus arretado fio duma égua, estamo mandando ogivas de macaxera (fundamentalista com evolução tecnológica) para explodir os fundo de suas cabeça de merda, modo acabar com a robalera desavergonhada, seus corno safado, baitola duma peste. Aqui é tudo caba maxo, vamo furá vocês com pexêra, arrancá teus saco e custurá que num tem. Num carece avexar, vai tudo prus inferno e vamo tomá cachaça no redó desses corpo podre, de carcaça bichenta, seus fio do cão.

Ao País, antes de tudo, Respeito e Honra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário